terça-feira, 2 de maio de 2017

Juventude

Instável equilíbrio...

                                                  
 
"Juventude" - Escultura de Martins Correia

27 comentários:

  1. Respostas
    1. Obrigada, Maria:)
      Beijinhos e um bom domingo:)

      Eliminar
  2. Belíssima escultura, Isabel! E a fotografia, especial :)))
    Um beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A fotografia é linda porque a escultura é lindíssima!
      Um beijinho e obrigada pela visita:)
      Bom domingo:)

      Eliminar
  3. Muito bem registado, este equilíbrio... pouco estável!
    Beijinhos! Boa semana!
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, pouco estável...
      Beijinhos e um bom domingo:)

      Eliminar
  4. Olá Isabel realmente a juventude é um instável
    equilibrio.
    Belo conjunto.
    Obrigada pela presença pela casa.
    Abraços.

    ResponderEliminar
  5. Respostas
    1. Martins Correia is the author:)

      Have a nice day, Amalia:)
      Kiss

      Eliminar
  6. Respostas
    1. Mérito da belíssima escultura! Acho-a uma maravilha!

      Um bom domingo, MR:)

      Eliminar
  7. Bonita fotografia, que representa muito bem a bonita escultura!...

    Bem haja, Isabel,
    pela partilha! 😊

    Beijitos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu é que agradeço a visita!
      Beijinhos e um bom domingo:)

      Eliminar
  8. Respostas
    1. Também concordo. Adoro a escultura, o movimento que tem, a beleza...quem me dera que fosse minha!

      Bom domingo para si Liliane

      Eliminar
  9. Isabel, o filme que comentei lá na postagem não é de terror.
    Mas é de suspense e é assustador.
    As 2 moças, que são bandidas, são lindas.

    Faz 1 ano que conheci Lisboa e o Algarve.
    Amei, viu? Tudo lindo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De suspense, gosto, de terror não!

      Fico contente que tenha gostado. O nosso pequeno país tem coisas muito belas. Quem sabe, numa próxima visita vem até Castelo Branco, uma bonita cidade do interior, com algumas belíssimas aldeias históricas, por perto.

      Beijinhos:)

      Eliminar
  10. Oi Isabel, voltei, mas agora para falar do aperto de mão.
    O texto que escrevi se referia a mim.
    Sou eu que não gosto de aperto de mão.
    Sou eu que evito aperto de mão.
    Não tenho obsessão com isso. Ainda. Mas posso ter (risos).
    Ótimo você ensinar as crianças a importância de lavar as mãos, sempre.
    Ensinei a meus filhos.
    Mas também, disse a eles que evitasse aperto de mão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, eu percebi, mas a verdade é que nós no dia-a-dia passamos por muitas situações em que estamos mais expostos aos micróbios, do que num simples aperto de mãos.

      Claro que estamos apenas a falar. Não estou a achar bem, nem mal...eu se puder evito os apertos de mão e os beijos, fico-me apenas por um "olá". Mas apenas por feitio.

      Beijinhos

      Eliminar
  11. Essa escultura fez-me recuar no tempo em que brincávamos com o arco. Já ensinei a turma a lançar o arco e fazer com que ele volte a nós, ficaram entusiasmados.
    Gosto da sua fotografia. Inscreva-se no nosso grupo fotográfico.
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fala de turma, deduzo que seja professor...os miúdos pequenos aderem bem aos jogos e brincadeiras tradicionais. Talvez porque para eles são novidade e uma curiosidade diferente das tecnologias...

      Muito obrigada por gostar da foto. Já fui ao seu blogue e tem fotos muito bonitas. Não percebi qual era o grupo fotográfico, mas de qualquer maneira, obrigada. Não quero pertencer a nenhum grupo desses, que certamente têm boas fotos. Eu só tenho uma pequena máquina fotográfica e tiro fotos muito simplórias.

      Obrigada pela sua visita.
      Bom domingo:)

      Eliminar
  12. Isabel, moro numa praia muito bonita e nossos apartamento fica defronte a praia.
    A visão das nossas janelas é linda.
    Mas morar em praia tem seus dissabores.
    A maresia, a brisa que vem do mar, destrói tudo que é possível.

    ResponderEliminar